terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Um gostinho de ResultsON Day 2008 para 2009 entrar com o pé direito!



Fiquei devendo "minha cobertura" do ResultsON Day 2008. Lá vem a desculpa da correria de fim de ano. Mas é verdade. E outra: foi tanta informação durante o evento que não consigo fazer algo rápido, simples, superficial. Sei lá... Amei, pirei, mudei! Foi diferente, uma experiência muito bacana.

Para não passar tão em branco, anotei umas frases durante as palestras que deixo para vocês refletirem. Algumas são tão boas que ficam como mensagem para 2009!!!

"Internet é o grande berço das inovações. Mas a concorrência está a um clique de você. Portanto, é importante e necessário fazer inovação atrás de inovação."

Fiore Mangone, da Nokia.

"Nós estamos vivendo num mundo de conteúdo."
Luis Colombo, da Motiv Content Design.

"SEO (search engine optimization) é maravilhoso, mas o que faz diferença mesmo é o seu conteúdo."

"O grande erro dos jornais é pensar que o negócio deles é papel e não comunicação."
Ambas de Manoel Fernandes, jornalista.

"Posso dar uma dica? Leiam o livro: Tudo que você pensar, pense ao contrário e façam disso uma filosofia."
Emerson Calegaretti, do MySpace.

FELIZ 2009!!

Dando entrevista sobre Geração Y

Já falei aqui em dois posts (100% Geração Y e "Penso, logo existo", então existo muuuito) sobre a tão falada Geração Y.

Sou sim e tanto que acabei por ser personagem de uma reportagem do site Emprego Certo. A repórter é minha querida amiguinha Vivi Macedo!

Vejam o trecho em que apareço (total egocêntrica eu, né?? hahahahha):

Completamente Y

Letícia Fagundes se considera 100% Geração Y e suas características, de fato, parecem confirmar essa informação. Aos 25 anos de idade, ela já está há sete no mercado de trabalho e nunca ficou mais de um ano na mesma organização. "Eu não consigo ficar por muito tempo esperando as coisas acontecerem e não me apego à corporação, ao nome. Quero fazer o meu trabalho, estar contente e ser reconhecida por isso", afirma.

Letícia conta que ser "Y" nunca foi um problema, mas que já, por várias vezes, pensou que havia algo de errado em ser tão questionadora e desapegada a regras. "Sou muito ansiosa, agitada, super-opinativa e não consigo guardar isso para mim, então em certo momento até pensei que não fosse normal. Mas, quando conheci o conceito de Geração Y, me vi completamente", diz.

Insatisfeita e desfavorável a muitas práticas da última empresa em que esteve, Letícia pediu demissão e agora procura um novo desafio profissional, algo que, segundo ela, a empresa não lhe oferecia mais. "Na hora de contratar pedem perfil proativo, jovem, empreendedor, mas no dia-a-dia as empresas não estão realmente preparadas para isso", acredita Letícia.

Para ler a reportagem completa, clique em Geração Y - Você faz parte dela?

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Frase do Dia

"Não basta bater na porta certa. É preciso bater até abrir."

Guy Falks

(enviada pela colega Tânia Galluzzi)

Caminho das Índias - com blogueiro!

Sim, sou noveleira. Simplesmente porque gosto de histórias. Adoro mocinhos, mocinhas e, principalmente, os maus. Gosto de heróis e vilões. Adoro roteiros e gostaria de um dia na minha vida escrever um para cinema ou TV. Creio que ainda irei fazer isso!

Apesar de estar amaaaando "A Favorita", estou já curiosa com a nova novela das 8 (novela das 8 é ótima, né...começa quase 21h30). "Caminho das Índias" dá sinais de que será visualmente linda, mas vai além disso. Soube por seguir no twitter e tb na vida real (em eventos como o próprio ResultsON) blogueiros influentes que a novela trará um blogueiro como um dos personagens. Bacana, né?

Soube também que o núcleo da trama (trama também é ótimo, né??) já fez uma reunião com blogueiros influentes do país, como Edney Souza, um desses caras que eu sigo alucinadamente. E foi ele mesmo que me disse que o bate-papo foi bem legal, apesar de acreditar que essa 'estréia global' ainda terá ares de conceito ultrapassado, como aquele de que blog é feito para e por adolescente. Mas vamos ver...Acho interessante começar de alguma forma.

O teaser da novela vai abaixo:


Caminho das Índias from caminhodasindias on Vimeo.

E vocês, o que pensam sobre a próxima novela da Globo trazer um blogueiro como um dos personagens. Será que haverá muita coisa equivocada? Ou será positivo para mostrar que os blogueiros estão crescendo e são sim um universo que não pode mais ser ignorado???? Comentem!

sábado, 20 de dezembro de 2008

Morre Garganta Profunda

É preciso registrar, né?? Li na Folha -

Morre aos 95 Garganta Profunda, o algoz de Nixon. Ex-número 2 do FBI foi a fonte do repórter Bob Woodward no escândalo de Watergate.

Mark Felt, que revelou sua identidade apenas em 2005, forneceu informações de bastidores sobre abuso de poderes pela Casa Branca

DO "NEW YORK TIMES"

William Mark Felt, que era o número 2 do FBI quando ajudou a derrubar o presidente Richard Nixon ao resistir ao acobertamento de Watergate e tornar-se Garganta Profunda, a mais famosa fonte anônima na história dos EUA, morreu anteontem. Tinha 95 anos e vivia em Santa Rosa, Califórnia.

Em 2005, Felt revelou que foi ele quem deu a Bob Woodward, do "Washington Post", informações cruciais sobre o caso Watergate, no início dos anos 70. Sua decisão de revelar sua identidade, em artigo na "Vanity Fair", pôs fim a mais de 30 anos de suspense -e surpreendeu até mesmo a Woodward e seu parceiro na cobertura do caso Watergate, Carl Bernstein, que respeitavam a promessa de não revelar quem era a fonte até sua morte.

Para continuar lendo vá ao link da reportagem da Folha: Morre Garganta Profunda

ResultsON day - Eu fuiiii!

Na quarta-feira, dia 17/12, eu fui sem muita pretensão nem expectativa ao ResultsON Day. Antes que eu comece a postar sobre como foi, pelo meu ponto de vista, o evento, assista ao vídeo abaixo:

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Produtos Orgânicos - + gostosos, saudáveis e sustentáveis!

Já disse outras vezes que acabo me envolvendo demais com as reportagens que faço. E realmente não tem jeito. No início deste ano gravei uma matéria sobre produtos orgânicos. Já conhecia o conceito e até já consumia um pouco. Mas depois da reportagem, passei a ser fã total. A partir dali, virei consumidora fiel e semanal de uma loja especializada - justamente a loja visitada na matéria, a Ponto Verde - e marketeira dos orgânicos.

Esclareço que não estou ganhando nadinha de nada com esse merchandising...estou falando tudo isso e até divulgando o nome da loja porque realmente acredito nos diferenciais existentes tanto no conceito, quanto no próprio estabelecimento comercial que, até aqui, vem me agradando muito!!!

Relembrei isso porque hoje, como em toda segunda-feira, falei com o pessoal do Ponto Verde que, religiosamente, às terças, me entrega em casa uma cesta recheada com produtos que vão de verduras, frutas e legumes a geléias, sucos e cookies. Tuuudo orgânico!! E uma delíiiicia!!

Para ficar com ainda mais água na boca, não resista e assista à reportagem!



ps- Não dêem muita bola para a minha voz. A gravação foi em uma semana que fiquei extremamente gripada. A mesma semana em que gravei uma outra reportagem divulgada aqui sobre empreendedorismo.

domingo, 14 de dezembro de 2008

BBB - Best Blogs Brazil

Eu já votei. Vote também!!!
Mais no AGente Cuida!

Vai láaaaa!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Frase do dia

"Nós somos frutos das nossas histórias."

Alfredo Behrens em palestra na ESPM, sobre o modo latino-americano de administrar.

O inconsciente na sua vida profissional - vídeo

Eu adoro esse cara, já o entrevistei e agora vivo lendo coisas dele e sobre ele. O nome dele é Luiz Fernando Garcia. Quem pensa em algo relacionado a empreendedorismo, tem de conhecê-lo.

No final do mês de outubro, escrevi um post sobre essa grande descoberta em 2008. (estou listando alguns nomes que foram diferenciais na minha vida neste ano, em breve uma apanhado aqui mesmo no blog)

No dia do lançamento do mais recente livro dele, "O inconsciente na sua vida profissional", na Livraria Cultura em São Paulo, Nando mostrou um vídeo bem bacana que encontrei no YouTube e compartilho agora com vocês, meio como mensagem de fim de ano. :)

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Blogueiros profissionais - aêeeee!!!

Jornal da Globo se rende!!! Qualquer um pode e DEVE produzir conteúdo. Se for bom, dá acesso, é negócio, gera conhecimento replicado e até, em algumas vezes, grana.

E eu já falei dele - Edney Souza. Um dos meus heróis (rs) de 2008!!! Ele tinha que estar na reportagem, claro. Afinal, vanguardista e visionário merece credibilidade!!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Dá-lhe empreendedorismo!!

Já deu para perceber que amo o tema empreendorismo, né? Recentemente comentei em outro post sobre esse meu atual encantamento e provável futuro de vida.

Aí vai, então, a reportagem que fiz para o Jornal Carreira & Sucesso da cobertura da Semana Global do Empreendedorismo. Está bem completa e cheia de dicas para quem TAMBÉM quer seguir esse caminho:

Encontro Internacional de Empreendedores: desafios e metas

A Semana Global do Empreendedorismo aconteceu no mundo todo entre os dias 17 e 24 de novembro. No Brasil, muitas ações foram realizadas entre as quais a 13ª edição do Encontro Internacional de Empreendedores, organizado pelo Sebrae. Pela primeira vez, São Paulo – estado que concentra 1/3 das empresas do País – sediou o evento.

"O objetivo é fortalecer uma mensagem à sociedade brasileira em relação à importância de se desenvolver uma cultura empreendedora como valor. Nós discutimos o empreendedorismo sob todos os aspectos e principalmente dentro de um cenário dos próximos 25 anos. Todo o empreendedor deve se inovar e se preparar constantemente.", afirma Emerson Vieira, gerente de Educação do Sebrae e um dos responsáveis pelo encontro. Ele aproveitou para apontar os quatro pilares para o empreendedor do futuro:

  • ética/ cidadania
  • cultura da cooperação
  • cultura da inovação
  • cultura da sustentabilidade

    O evento contou com palestras nacionais e internacionais, entre as quais a do especialista em empreendedorismo e professor na ESPM José Dornelas, autor de diversos livros relacionados ao tema, como: "Como conseguir investimentos para o seu negócio", "Planos de Negócios que Dão Certo", "Empreendedorismo na Prática", "Empreendedorismo, transformando idéias em negócios", "Planejando incubadoras de empresas" e "Empreendedorismo Corporativo", todos da Editora Campus, tendo sido, este último, finalista do Prêmio Jabuti.

    Quer continuar lendo? Clique em empreendedorismo: dicas, informações, práticas e desafios
  • sábado, 6 de dezembro de 2008

    Comunicação decisiva, estratégica, fundamental

    O que eu quero fazer da vida? É isso. Mostrar que sem comunicação, ninguém consegue viver. Mas mais do que isso. Sem uma forte e diferencial comunicação, nenhuma empresa consegue se sobressair no mercado.

    Para entender melhor, aí vai uma das últimas matérias que fiz para o Jornal Estilo & Gestão RH:

    Comunicação interna: alinhando o negócio

    Fala-se muito da importância de uma comunicação eficiente e estratégica dentro das empresas. Mas as corporações já sabem um bom caminho para praticar essa comunicação de um modo totalmente alinhado ao negócio?

    Viviane Mansi trabalha há 11 anos na área e identifica um boom na demanda por profissionais que saibam exercer este papel, mas afirma que ainda há muito espaço para crescer. "A maior parte das empresas já incorporou que a comunicação interna ajuda o funcionário a ser mais produtivo, mais feliz e a vender mais o negócio. Mas eu acho que ainda um número menor de empresas resolveu criar uma área específica para isso."

    O porquê dessa expansão também é fácil de explicar: "Antigamente o funcionário tinha uma certa lealdade à empresa e mais estabilidade. Agora essa empresa vê uma massa de pessoas entrando e saindo. São pessoas diferentes, têm preocupações diferentes, perspectivas diferentes. Então, a empresa deve ter um trato de informação também diferenciado para essa nova geração.", continua ela.

    Gerente de Comunicação Corporativa da Merck Sharp & Dohme e professora de Comunicação Interna na Faculdade Cásper Líbero, destaca as novas necessidades nesse sentido:

  • maior transparência

  • compartilhar as estratégias

  • envolver os funcionários em todas as questões corporativas

    Para continuar lendo basta clicar em Comunicação Interna
  • quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

    Reciclando...

    Aproveitando os dias de puro ócio (na verdade, mais ou menos, né...sigo no curso do COmunique-se, na academia, fazendo inglês...) resolvi 'brincar' de "CHEGA DE BAGUNÇA!"

    Arrumei guarda-roupa. Saíram umas 4 sacolas lotadas de roupas para doar! Adoro! Encaminhei para uma escola que está organizando uma leva conjunta ao pessoal de Santa Catarina. (embora tenha ouvido hoje no rádio que a Guarda Civil está pedindo para não mandarmos mais nada...dá para entender???)

    Arrumei também boa parte da papelada espalhada. Como eu gosto de guardar!!! MAs juro que estava bastante desapegada. Consegui me livrar de um montão de tralha. E o melhor: encaminhei todo o lixo para reciclagem. E papéis que só havia usado um verso, fiz uma pilha enorme para usar como rascunho. Já é alguma coisa, né? Reutilizar é preciso, galera!!

    Durante as arrumações também encontrei muita coisa que gostaria de ler, reler, estudar, ver de novo. Me deu aquela vontade de reciclar meus conhecimentos, voltar a estudar coisas que não são necessariamente ligadas ao meu trabalho...enfim, estudar de novo História Geral, os pensadores iluministas, Marx, Guimarães Rosa, redescobrir Machado.

    Nostálgica....hehehe

    Concluo que a vida é um eterno "re".
    E como já faz alguns posts que não coloco nenhuma matéria em vídeo, aí vai uma justamente sobre reciclagem. Fui à uma feira chamada ExpoSucata. É...a reciclagem gerando negócios, renda, emprego! Sem contar, o "lucro" para o planeta. Ainda bem!

    terça-feira, 2 de dezembro de 2008

    Frase da vida

    "I'm free to do what I want any old time!"

    Rolling Stones

    segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

    Perfil psicólogico??? By Vagas.com.br

    Estava eu me cadastrando a uma vaga no VAGAS.COM.BR e tive a oportunidade de, gratuitamente, fazer um teste que traçaria um pouco do meu perfil, da minha personalidade.

    Quando eu entrei na Catho também fiz um desse, mas jamais tive resposta. Nesse, entrei, fiz em cerca de 5 minutos (tem tempo - 12 minutos no máximo). Você deve responder, dentre uma lista de quatro adjetivos, aquele que mais se aproxima de você e aquele que menos se aproxima de você. São vários. Fui o mais sincera possível. Franca mesmo, sem medo de ser feliz.

    Recebi o resultado por email. Está neste link - Vagas E-Talent

    O modo como eu me comunico, o meu maior talento e o que me motiva. Tudoooooo lá!

    Eu achei impressionante! Bateu 100%! E o legal é que vou tirando aqueles simples achismos da minha cabeça e tendo mais certezas de como sou, de quem eu sou. Claro, é um teste altamente superficial. Mas eu já gostei! E posso até compartilhar agora isso com os outros. Bacana, né???

    domingo, 30 de novembro de 2008

    Frase da semana

    "Você não precisa ser bom para começar, mas precisa começar para se tornar bom."

    Dito em palestra de Kelly Michels, da Artemisia, citando um empreendedor estrangeiro.

    quarta-feira, 26 de novembro de 2008

    Empreendedorismo - A-DO-RO!!

    Tive a oportunidade de participar ao menos um pouquinho da Semana Global de Empreendedorismo, que aconteceu no mundo todo entre os dias 17 e 23 de novembro.

    Na sexta-feira fui ao Encontro Internacional de Empreendedores em São Paulo e assisti palestras interessantíssimas com Kelly Michels, fundadora da Artemisia, e José Dornelas, professor da ESPM , fundador e CEO da Empreende e autor de livros como "Empreendedorismo na Prática".

    Ao mesmo tempo, estou fazendo um curso na ESPM sobre finanças para jornalistas, em que coincidentemente tive uma aula excelente com Adriano Gomes sobre empreendedorismo.

    Não bastasse, estou fechando nessa semana uma edição do Jornal Carreira & Sucesso especial sobre o tema. Ou seja...fiquei ainda mais empolgada com esse universo que vem me conquistando demais!

    Tenho colocado algumas metas na minha vida relacionadas a isso. Estou certa de que tenho um espírito empreendedor dentro de mim, inquieto e louco para aflorar.

    Nesse burburinho de reflexões e anseios, lembrei de uma reportagem em especial que fiz com a Gica Mesiara, uma super empreendedora. Estava rouca na ocasião, mas o que importa é o case.

    domingo, 23 de novembro de 2008

    Consumo Consciente - melhor para todos!

    Falando em Consumo Consciente, em março de 2008, em função do Dia do Consumidor - 15/03, fiz uma reportagem beeem bacana sobre o tema.

    Gostei muito porque foi uma campanha interessante do Idec e também por causa da personagem com quem conversei, Cecília Lotufo. Primeiro lugar, ela mora em casa de vila, algo que eu AMOOOO e espero para o meu futuro. Segundo lugar, ela era extremamente esclarecida e batia 100% com os princípios de consumidora consciente! Adorei! Depois dessa matéria, se já era ligada, fiquei muito mais! Neste ano de 2008 não tenho dúvidas em dizer que aumentei demais meu consumo de orgânicos e diminui bastante meu consumo impulsivo e simplesmente materialista. Dá pra melhorar, óbvio! E assim caminho passo-a-passo.

    Reflita você também!

    sexta-feira, 21 de novembro de 2008

    Hipervídeo? - Jornalismo Multimídia - eu chego lá

    Estou tendo aula de edição multimídia com o André Deak. Descobri o que quero fazer da minha vida! É issooo.

    Jornalismo multimídia é muito mais do que apenas uma soma de linguagens, é uma fusão de linguagens. É a possibilidade de você ter vídeo, áudio e texto andando juntos, se complementando. É não perder nenhuma informação. É serviço, modernidade, tudo!

    A-DO-RO!!!

    O André (e uma equipe que trabalhava na Agência Brasil) fez parte de um projeto bem bacana que resultou numa reportagem que ganhou o Prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo.

    Intitulada Consumo Consciente, vale demais a pena assistir! Peguei também um depoimento do André no blog dele sobre a reportagem:

    "São cinco vídeos que tratam do assunto [consumo consciente], e em cada um deles, em vários momentos, é possível interagir com a tela. Ao clicar em algumas imagens que aparecem, abrem-se outros vídeos, ou textos, relacionados ao assunto tratado naquele momento. É o mesmo conceito do hiperlink, ou hipertexto, aplicado ao vídeo. Pode-se chamar também de hipervídeo. A possibilidade que se abre para o jornalismo na rede, ou futuramente na TV, é contar uma história curta, mas com profundidade, caso o telespectador se interesse por ela. Em três minutos pode-se apresentar a história principal, mas em cada momento, caso o telespectador queira, pode interromper a narrativa e abrir outra janela de conteúdo."

    Se você gosta de jornalismo, comunicação, ou do tema "consumo consciente", você tem que ver: Reportagem da Agência Brasil sobre Consumo Consciente

    quarta-feira, 19 de novembro de 2008

    Frase do Tas

    "Quem aposta na burrice do telespectador sempre sai perdendo"
    Marcelo Tas

    segunda-feira, 17 de novembro de 2008

    É bom ficar muito ou pouco tempo numa mesma empresa?

    Pegando o gancho no que falei há pouco tempo sobre Geração Y e as agitações e inquietudes das pessoas com esse perfil, aproveito para colocar uma reportagem que fiz sobre instabilidade x estabilidade no mercado de trabalho.

    Afinal, o que é melhor? Ficar pulando de galho em galho ou se estabelecer (e às vezes mofar (rs)) dentro de uma mesma empresa?

    Eu tenho uma visão muito particular sobre o tema. Desde que entrei para o mercado, fico não mais do que 2 anos em um mesmo lugar. Não que eu procure por isso, mas penso que no mundo da comunicação, o ideal é viver mesmo muitas coisas, conhecer diversos ambientes, fazer o máximo de coisas possível, até encontrar um foco.

    Hoje não me arrependo de mudar bastante de emprego. Conheço muita gente, mudanças não me assustam e amadureço e aprendo demais em cada novo lugar! Recomendo o mesmo sempre. Mas é fato que essa falta de "apego" a uma empresa pode ser visto pejorativamente muitas vezes, como afirma uma consultora da Catho Online:

    terça-feira, 11 de novembro de 2008

    TVs Corporativas - Comunicação Interna

    Hoje conversei muito sobre comunicação interna, empresarial e corporativa lá no trabalho. Veio percebendo o quão bacana e estratégica pode ser uma comunicação bem trabalhada dentro de uma corporação.

    Estou encantada com o assunto e lembrei de uma reportagem que fiz para o Jornal Estilo & Gestão RH sobre TVs Corporativas.

    Aliar comunicação visual e estratégica definitivamente é muito eficiente e também por isso um dos meus objetivos de carreira.

    TV Corporativa - Sua empresa já tem uma?

    O meio de transmissão pode ser a televisão pendurada nas esquinas das salas, a Internet, o DVD que cada funcionário recebe ou via satélite. Não importa como é veiculada. O interessante é o conceito de uma mensagem em vídeo que circula entre todos os trabalhadores de uma corporação. Isso configura uma TV Corporativa, mais um canal de comunicação interna que tende a crescer.

    "Qualquer pessoa está submetida hoje a um excesso de informação muito grande. Se uma corporação puder dizer em poucas palavras qual o foco da empresa, qual a missão, o que evitar, no que dedicar maior atenção, é excelente. O poder de síntese do vídeo é muito eficaz para reunir os trabalhadores de uma corporação em torno de um ou mais objetivos.", afirma Julio Wainer, especialista em TVs comunitárias e diretor da TV PUC.

    (Ouvi também Magazine Luiza, RI Happy, Anglo, Ampla Energia e ainda outros experts em comunicação visual. Para continuar lendo a reportagem, clique em TVs Corporativas)

    sábado, 8 de novembro de 2008

    South Park e a conspiração entre Obama e McCain!

    Tem cerca de 20 minutos. Mas tendo um tempinho disponível vale a pena ver esse episódio do South Park sobre as eleições americanas. Demais!!

    Episódio

    quinta-feira, 6 de novembro de 2008

    Frase da semana

    "Yes, we can!",
    da campanha de Barack Obama

    Ainda no assunto: TPM no trabalho???

    Não dá, né???

    Por isso, muitas empresas já investem em tratamentos para as funcionárias melhorarem do problema. Os resultados são vistos em ganho de produtividade e felicidade!!

    Fiz uma reportagem sobre tema no Jornal Estilo & Gestão RH:

    Ajuda corporativa no combate aos males da TPM

    Menstruação e trabalho estão diretamente ligados. Isso é garantido, segundo o médico Eliezer Berenstein, da TPM Clinic, uma clínica de assistência e orientação à feminilidade que se propõe a melhorar a qualidade de vida da mulher.

    "Nosso grande objetivo é conscientizar as empresas. Aquelas que têm boas estatísticas em relação aos índices de absenteísmo feminino são as que mais facilmente aderem ao programa", explica o ginecologista, que dá o passo a passo para implantar um bom programa dentro das corporações.

    Para continuar lendo: TPM nas empresas

    quarta-feira, 5 de novembro de 2008

    TPM - transparecendo...

    segunda-feira, 3 de novembro de 2008

    "Penso, logo existo", então existo muuuito

    Tive um mau dia hoje. Às vezes, até por ser 100% Geração Y, fico tão tão agitada que logo depois vem a depressão.

    Somos - nós, contemporâneos de Y - ansiosos e nos questionamos todo tempo: 'por que isso, por que aquilo'? Às vezes enche o saco. Só queria pensar menos, fazer menos esforço, perguntar menos, sofrer menos. Mais?? Só queria ganhar mais. Salário mesmo.

    É sério.

    Tem dias que parece que tudo vale a pena por uma grana a mais. Ok...Quase tudo...(rs) Hoje estou neste dia. Há 4 anos formada, disposta, apaixonada. E numa M...Tem gente que não tá nem aí, não tem experiência, mas dá sorte...tem gente super aí, bagagem, história, mas dá um azar. O fulano é sempre valorizado, é o tal, é bambambam, "mas agora não dá para aumentar o seu salário, sinto muito, não é você...".

    Fico eu pensando...Acho que se eu me esforçasse menos e, certamente, pensasse menos, tudo seria tão mais fácil...

    Hoje estou assim. E definitivamente queria existir bem menos hoje. Sorry, a casa caiu.

    Jornalistas na era digital

    Estava em uma das minhas aulas do curso de Habilidades Online, do Comunique-se, quando surge a polêmica sobre os jornalistas sobrecarregados na era digital.

    A questão é: um dia, jornalista bom podia se dar ao luxo de apenas cuidar de conteúdo. Tinha apenas de ter grandes idéias e saber colocá-las em forma de texto. Não tinha de se preocupar com diagramação de jornal, foto, saber fazer um vídeo, baixar, fazer upload...Nem existia nada disso...

    Hoje não, né...Jornalista que é jornalista deve estar antenado a tudo. E tudo inclui saber não apenas do seu próprio texto, mas estar por dentro de todo o processo que faz uma notícia chegar ao leitor, internauta. E por que resistir a isso? Por que se é tão bacana poder eu mesma não depender de ninguém para passar o conteúdo que eu quero??? Sobrecarga? Tirar emprego de mais tantos?

    A minha opinião é que essa discussão já está velha! Estamos na era 2.0!!! E quem não souber se virar, estará perdido, vai dançar! Portanto, vamos ver o lado bom de tudo isso! Eu estou abrindo minha mente e cansei de dizer: "eu sou jornalista e não webdesigner!"...posso sim dar meus palpites em lay out, pensar em otimização de sites, escrever pensando não apenas no meu texto, mas sim com cabeça de quem quer ser achado pelos robôzinhos do Google.

    Sobre essa polêmica, também saiu algo no Blue Bus. Vale a pena dar uma lidinha:

    Jornalistas se sentem sobrecarregados com as novas midias, pudera
    - Os jornalistas estão sobrecarregados com o aumento das exigências de que eles usem mais novas mídias (blogs, Twitter, etc) em seu trabalho. Foi o que disseram profissionais reunidos na Universidade de Missouri, nos EUA, para um forum no National Press Club. Elaine Sciolino, correspondente do New York Times em Paris, descreveu sua rotina - "publicar na web até o meio dia, produzir um video para a internet, escrever para o International Herald Tribune (controlado do mesmo grupo) e ainda escrever uma matéria perfeita para o NYT do dia seguinte". A notícia é do Editors Weblog.

    domingo, 2 de novembro de 2008

    Ainda no assunto, e o outro Museu do Futebol?

    Você sabia que antes desse novo Museu do Futebol, localizado no Estádio do Pacaembu, São Paulo já possuía um outro Museu dedicado ao esporte?

    É...um lugar mais conservador, com certeza. Do estilo mais antigo de museu. Bastante expositivo e onde qualquer pesquisador encontra informações sobre o esporte bretão, sobretudo no que diz respeito ao futebol paulista.

    É pequeno e não faz vibrar os olhos de uma criança. Mas tem raridades, como troféus inimagináveis ou as bolas das finais da Copa de 58 e 62!

    Eu estive lá em 19 de julho de 2008, Dia do Futebol Brasileiro e mostro um pouquinho do passeio para vocês:



    (a matéria foi retirada do Youtube, mas aí vai o link da matéria: Visita à sala de troféus e relíquias na Federação Paulista de Futebol.

    O Museu está localizado no 5o andar do prédio da Federação Paulista de Futebol. Vai lá!

    quinta-feira, 30 de outubro de 2008

    Museu do Futebol!!! Vídeo



    A matéria foi retirada do Youtube - Ai vai o link onde você a encontra:
    Museu do Futebol - por Letícia Fagundes

    terça-feira, 28 de outubro de 2008

    Pratique Networking

    Tenho lido muito sobre o assunto e, querendo ou não, fazendo reportagens para a Catho vou a muitas palestras, workshops e faço entrevistas com consultores especializado no assunto networking. Mesmo quando o evento não é sobre networking, mas sobre liderança, desenvolvimento de carreira, enfim mercado de trabalho, essa mágica palavrinha não falta!

    Quando entrei na empresa, não tinha idéia da tamanha importância do tema. Mas me dei conta que sempre "pratiquei" (como os consultores gostam de usar) esse "esporte". Mas não tanto por interesse, mas por gostar de manter um bom relacionamento com ex-colegas, ex-chefias, amigos de profissão etc. Acaba que conheço bastante gente e há quem diga que o meu lema é como aquela música: "eu quero ter um milhão de amigos..." hahahhahaa acho até engraçado...porque isso não é assim uma meta, juro!!

    Enfim...de qualquer forma, aprendi que há momentos em que temos que fazer networking sabendo que é networking mesmo. Ligar de vez em quando, relembrar, saber como vão as coisas, quais são as novidades....aquela pessoa trocou de emprego? mudou de área?

    Na minha opinião não é forçar a barra, não. É apenas se disciplinar e procurar sim pessoas que você já gostaria de cruzar na rua e saber como estão. Mas sabe...esse cruzar na rua não é tãaao fácil assim de acontecer, ainda mais em uma cidade como São Paulo. Então, que tal facilitar mandando um email, um sms, um alô?

    Tenho adotado um hábito que tem sido bacana. Sempre que tenho um tempinho, dou uma olhadinha na minha lista do msn. Invariavelmente há pessoas com quem você fala quase todos os dias. E é engraçado porque normalmente esses são aqueles que já estão próximos a você. Comigo é assim. Aqueles com quem mais falo trabalham comigo, ou é o namorado, minha mãe, minha irmã. Então, escolho um ou dois com quem faz tempo que não troco uma idéia ou digo olá.

    É incrível, gente! Sempre sai uma boa conversa e mais, muitas vezes, uma grande novidade que acaba agregando até mesmo no trabalho, indireta ou diretamente. Por exemplo: fazia tempo que não conversava com o Elias Awad, antigo professor, amigo e colega. Aquela falta de tempo danada. Puxei assunto, soubemos da vida de um e de outro, lembrei que ele estava se especializadno em biografias de grandes empresários e...pronto! Marquei uma entrevista para o Catho Notícias, que você, inclusive, já viu aqui no site. (se não viu, acesse Elias Awad e as biografias de grandes empresários.)

    Tente também! É bom, barato e muito mais legal do que apenas aparecer quando está precisando, naquela situação constrangedora: "faz 5 anos que não te vejo, não sei de você, não digo nem oi no msn, mas estou desempregado e...sabe como é...e aí, tem alguma indicação...."

    No way, certo?

    Esteja sempre conectado e firmando eternas e duradouras parcerias! Essa é a minha opinião!!

    segunda-feira, 27 de outubro de 2008

    100% Geração Y

    Sempre fui uma pessoa muito agitada, ligada na tomada, com dificuldade de aceitar qualquer coisa que não fosse bem explicável. Desde que entrei no mercado de trabalho passei a verificar essas características ainda mais carregadas na tinta.

    Bati de frente com alguns colegas e chefes. Por outro lado, tenho consciência que conquistei credibilidade e respeito de muitos outros. Justamente por não ter medo de apresentar novas idéias, de discordar quando discordava, de brigar pelos meus direitos etc.

    Nunca me prendi a uma empresa. Nunca tive medo de mudar, de arriscar.

    Chegou um momento que comecei a pensar que tudo isso era um problema, um defeito. Fiquei insegura com tamanha ansiedade. Por que não consigo parar quieta? Por que sou tão chata? Por que questiono tanto?

    Eis que surge uma reportagem da minha amiga e colega Vivi Macedo que, de fato, muito me alegrou. Não é algo assim tão fora do normal. É uma questão de geração! Claro, há o lado bom e o lado ruim. E temos de aprender a administrá-los.

    Descobri que sou 100% Geração Y. E você?

    Coloco aqui um trechinho da reportagem publicada na última edição do Jornal Estilo & Gestão RH: DESAFIOS DO RH DIANTE DA GERAÇÃO Y

    Eles chegaram com tudo. São proativos, cheios de energia e querem ver sentido naquilo que fazem. O perfil revolucionário e não adepto a regras pode fazer alguns acreditarem que são profissionais difíceis de se lidar, mas na verdade são pessoas comuns. Apenas fazem parte de uma nova geração: a Geração Y.

    Nascidos entre o final da década de 70 e o início dos anos 90, esses jovens são da Era Digital. Interados com tudo que acontece ao seu redor, eles têm extrema facilidade com novas tecnologias e não costumam ter medo do novo, do inusitado. "É uma geração muito mais preocupada com a questão do equilíbrio entre vida profissional e vida pessoal. Ela é capaz de trabalhar exaustivamente, mas só faz isso se enxergar sentido, se aquele esforço estiver alinhado ao seu projeto de vida", explica Anderson Santanna, professor e pesquisador nas áreas de Comportamento Organizacional, Comportamento Humano nas Organizações e Gestão de Pessoas da Fundação Dom Cabral.

    Para continuar lendo: clique Geração Y

    sexta-feira, 24 de outubro de 2008

    Elias Awad e as biografias de grandes empresários

    Se você se interessa em conhecer um pouco do perfil de grandes empreendedores como Samuel Klein, das Casas Bahia, ou Mr. Fisk, conheça Elias Awad. O jornalista vem se especializando em biografar esses grandes personagens do empresariado no Brasil.

    Acompanhe a entrevista que ele deu ao Catho Notícias:

    quinta-feira, 23 de outubro de 2008

    Linked In e Flickr

    Eu estou muito conectadaaaaa!!
    Ontem, atualizei meu perfil no Linked In.

    Para quem não conhece, o Linked In é uma espécie de Orkut profissional. Você coloca suas experiências, atual cargo e empresa, pode receber recomendações de colegas e expor interesses. Se quiserem, dêem uma passadinha no meu perfil

    Também criei um perfil no Flickr, uma comunidade de fotos!! Dá para criar álbuns e compartilhar muita coisa de maneira mais prática e eficiente do que ficar anexando e mandando no email. Conheça meu álbum

    quarta-feira, 22 de outubro de 2008

    Fotos do Museu do Futebol

    1- Logo na entrada vemos fotos de objetos de colecionadores do Brasil todo. Para entrar no clima...







    2- Sala da história. Fotos de época, da sociedade, de grandes ídolos, como Charles Miller. O mais legal aqui é que vários dos quadros viram 360o, mostrando novas imagens.


    3- Os totens lembram a participação do Brasil em todas as Copas do Mundo. A foto não está nada boa, mas cada totem tem formato de taça. Bacana para recordar, sobretudo os bons momentos!!




    4 - Duas fotos do espaço mais divertido! O das curiosidades. Um dos consultores não poderia ser outra pessoa, se não Marcelo Duarte, da série o Guia dos Curiosos.





    5- Aqui você descobre de onde surgiram expressões como: vai dar zebra...







    6- Dá até para jogar pebolim!!! Aliás, o Museu tem muita coisa interativa. É bom ir preparado até mesmo para praticamente jogar uma bolinha...





    7- Uma espiadinha no Estádio...





    8- E, para terminar, um fichário com todas as informações mais relevantes sobre todos os times que já participaram pelo menos uma vez da 1a divisão do Campeonato Brasileiro. Eu sei que a foto está horrível e fora de foco, mas não poderia deixar de registrar o meu Grêmio, né??? (rs)

    terça-feira, 21 de outubro de 2008

    Museu do Futebol, passeio obrigatório em São Paulo

    Acabo de voltar do Museu do Futebol, localizado no Estádio do Pacaembu , em São Paulo.

    Foi um passeio muito divertido! "Passeio", entre aspas, né? (hehe) Fui, logicamente, fazer uma reportagem. E é o que eu sempre digo: por essas e outras que eu A-DO-RO ser jornalista!

    Mas voltando ao Museu...

    Algo de 1o. mundo, interativo, inteligente, visual, moderno, enfim, TUDIDOM!

    A gente pode brincar, estudar, "cuidar" (afinal, tem muuuita curiosidade), curtir.

    O Museu se divide em 3 vertentes: Emoção, História e Diversão. E a conclusão que se tira é justamente de que é impossível sair de lá sem ter se emocionado, mergulhado numa viagem pelo tempo e se divertido muito!

    Em breve, fotinhos.

    segunda-feira, 20 de outubro de 2008

    Me adiciona!

    Galera, acabo de fazer meu perfil no Me Adiciona!

    Vai lá!!!

    Letícia Fagundes

    sábado, 18 de outubro de 2008

    Sabia que o inconsciente atua no seu sucesso ou no seu fracasso?

    Pois é....eu creio muito nisso, sobretudo depois de conversar com Luiz Fernando Garcia.

    Gente, o cara é demais!!! Lançará na próxima terça-feira, em São Paulo, no Shopping Villa Lobos, o terceiro livro: O Inconsciente na sua Vida Profissional.

    Já estou bem no finalzinho!! E garanto que vale muito a pena. Já, inclusive, tomei algumas decisões durante a leitura. Uma delas diz respeito a algo que quero fazer já há alguns anos, mas nunca priorizo: terapia.

    Mas, calma. O livro não é de auto-ajuda, nem muito menos impõe nada a você. Apenas te prova, por A+B, que o nosso inconsciente atua de maneira quase determinante no nosso sucesso ou no nosso fracasso profissional. Por que "quase"? Porque talvez se você conhecê-lo, se conscientizar (ou seja, transformar o que é oculto e inconsciente em consciente) e se apropriar disso tudo, você pode mudar sua trajetória e alavancar seus negócios.

    Parece doido, né? Mas é real! Entrevistei o "Nando", como ele gosta de ser chamado, em uma quinta-feira bem enlouquecida da minha vida, aliás....fiz 3 matérias naquele dia! Estava super pilhada! E digo que foi uma das melhores entrevistas que fiz. Não por mim. Pelo entrevistado.

    Sugiro a leitura do livro. Aliás, dos 3 livros dele. Os outros são: Pessoas de Resultado e Gente que faz.

    E, claro, dê uma passadinha na edição 358 do Jornal Carreira & Sucesso que traz a entrevista com esse grande especialista da ciência do comportamento.

    Luiz Fernando Garcia: O Inconsciente interfere no Sucesso.

    Para dar um gostinho:

    C&S: Quando você fala de estímulos do meio ambiente, situações ocorridas ainda na infância, quer dizer que tudo isso realmente interfere de maneira quase determinante na carreira e nos negócios? Essa visão ainda é pouco conhecida no mercado, não?
    Luiz Fernando Garcia: Sim. A ciência do comportamento não chega à pequena e à média empresa. O meio acadêmico protege o saber. Mas Freud sempre soube disso. Grande parte da condição de o indivíduo dar certo tem a ver com a criação. O quanto ele foi desenvolvido com mais auto-estima, o quanto ele é menos teimoso, o quanto ele cria boas saídas, o quanto ele consegue superar frustrações... Pai é sinônimo de estratégia. Mãe, de autoconfiança. Esse mote é psicanalítico. Uma rejeição relativa – friso o relativa - por parte de pai ajuda a desenvolver personalidades empreendedoras, por exemplo. Essa realidade eu trabalho nos "GDs" - Grupos Dirigidos, voltados para empresários. O que é oculto em cada indivíduo?

    sexta-feira, 17 de outubro de 2008

    Einstein no Parque do Ibirapuera. Vale a pena ir!!

    Adoreiiii fazer a cobertura dessa exposição! Pretendo, agora, levar meus sobrinhos. Vale a pena!!!

    Confira no Catho Notícias: Einstein: Na Sociedade e No Mercado

    Walcyr Carrasco - Anjo de Quatro Patas

    Aproveitando o último post, deixo aqui um vídeozinho com Walcyr Carrasco , gravado na Bienal. Abaixo, também vai um trechinho da entrevista com ele no Jornal Carreira & Sucesso.

    Mas antes, quero comentar...o que foi aquela credencial no pescoço durante a passagem na reportagem da Bienal??? Ridículooooo! Uma passagem bem bonitinha até....mas aquela credencial matou...pelamordedeus!! Nesse dia estávamos Denis e eu beeeem cansados para não percebermos o "pequeno" detalhe.



    Entrevista para o Carreira - Walcyr Carrasco: Uma Vida de Novelas

    Jornal Carreira & Sucesso: Como você descobriu que queria levar a vida contando histórias?
    Walcyr Carrasco: Eu conto isso no livro "Em Busca do Sonho", da Editora Moderna. Eu descobri com apenas 12 anos. Mas a carreira de escritor não é algo em que você se forma, pega o diploma e vai atuar. Então, eu fui batalhando, trabalhava como jornalista para pavimentar meu sonho de ser escritor.

    C&S: Você é autor de novelas que não deixam de ser "livros em vídeo". Mas as proporções que uma novela atinge e que um livro atinge são muito diferentes. Isso é ruim?
    Carrasco:
    A novela atinge muito mais pessoas. Mas, às vezes, um livro atinge alguém de tal maneira que vale mais do que aqueles milhões que assistiram à novela. Então, é muito relativo.

    Para ver completa: Walcyr Carrasco: Uma Vida de Novelas

    E encerro junto a outros dois comentários - 1- ele ficou ou não ficou um pouco "diferente" quando eu perguntei do "Marley e eu"?
    2- Não gostei muito desse entrevista...não sei...achei sem graça, sem sal, sem açúcar. Mas vai entender...o público adorou. Foi uma das entrevistas mais acessadas...é fogo....

    quinta-feira, 16 de outubro de 2008

    Bienal Internacional do Livro 2008 - ainda no clima cultural

    Adoro livros: as capas, os autores, as histórias, os clássicos, os contemporâneos, os infantis, os quadrinhos.

    Já tive uma coluna semanal sobre livros na TV Gazeta e também na TV Cultura. Na Cultura, aliás, fiz muita coisa relacionada ao tema, incluindo uma das mais especiais coberturas da minha carreira (até aqui, claro...rs) - a ida à Festa Literária Internacional de Paraty, em 2006.

    Como estou em uma semana sedenta de assuntos culturais, recordo também a recente cobertura que fiz na Bienal Internacional do Livro 2008



    Ou direto no link do Catho Notícias

    terça-feira, 14 de outubro de 2008

    Bossa Nova, pelo amor de Deus

    Só uma Bossa Nova para me acalmar um pouco....vivendo uma semana atribulada com minha Mãe internada no Hospital Paulistano e acontecendo todos os problemas do mundo, inclusive de ordem administrativa do Hospital, preciso agora de um Tom Jobim na veia...

    A exposição já passou, mas a reportagem ficou...

    segunda-feira, 13 de outubro de 2008

    Melhores Empresas para Trabalhar

    Na semana passada fui à 10a edição do Encontro Nacional das Empresas para Trabalhar e fiquei, mais uma vez, surpresa com práticas já recorrentes no mercado.

    Práticas que vão de horários flexíveis (adoroooo!) a benefícios como: salão de beleza interno, lavanderia, motoboy particular, extensão de feriados e pontes e tantas outras. Em um dos cases, ouvi que existe um grupo de pessoas escalado anualmente para tratar "apenas" de assuntos relacionados aos colaboradores: como eles estão, quais são as demandas freqüentes, reclamações, elogios, de que forma estão trabalhando em conjunto etc. E gostei de duas frases, em especial:

    "...o concorrente pode copiar tecnologia, pode copiar as máquinas, mas não pode copiar as pessoas que nós temos e muito menos a forma dessas pessoas trabalharem juntas", Carmen Raygada, diretora de RH da John Deere.

    e "É preciso plantar. Nós fazemos uma porção de coisas e isso faz a diferença. São menos dias trabalhados efetivamente, mas o retorno é incrível", Gabriela Tierno, diretora de RH da Astra Zeneca.

    Por que ainda a maioria não pensa assim? E, gente, não é altruísmo não!! Esse tipo de prática dá muito lucro! Afinal, obviamente, todo mundo quer isso, né???

    Fiz uma reportagem para o Jornal Estilo & Gestão RH - Great Place to Work: foco no respeito ao ser humano e uma em vídeo para o Catho Notícias - Grandes Lugares para você trabalhar. (se você vê o quadrinho do youtube, basta clicar direto nele)

    Recomendo apenas cuidado para não entrar em depressão ao ver que no lugar onde você está não há nada disso! PELO MENOS HÁ ESPERANÇA!!!

    quinta-feira, 9 de outubro de 2008

    Nasce Bruno Fadel Fagundes

    Em meio a tantos compromissos nesta semana tão atribulada, mas também proveitosa, nasceu nesta madrugada o meu 7o sobrinho- Bruno Fadel Fagundes.

    Em meio à crise econômica mundial, paramos e ficamos maravilhados com a nova vida gerada.

    Em meio a reflexões de novas práticas de gestão de pessoas - nesta semana fui ao Great Place to Work e fiquei pensando muito sobre isso -, um bebê de minutos de vida consegue hipnotizar a todos e tomar a atenção por causa da força com que já briga pelo próprio alimento. Só quem estava lá viu tamanha voracidade na hora de mamar.

    Em meio a tantos problemas e desencontros, para mim, nesta noite, o mundo parou e ficou muito mais bonito e feliz. Por isso, a homenagem.

    E, convenhamos...ele não é lindoooo?

    segunda-feira, 6 de outubro de 2008

    Ana Paula Padrão e o DNA das empresas

    Para quem leu a reportagem no Carreira & Sucesso, viu que havia opção de acessar a um vídeozinho.

    Mas também coloco aqui de forma direta para quem está interessado apenas no assunto vídeos corporativos.

    A produtora da jornalista Ana Paula Padrão, além de produzir conteúdo para o SBT, também está conquistando o mundo empresarial com a comunicação visual. Neste vídeo feito para o Catho Notícias, ela fala justamente sobre isso. Linguagem, eficiência, importância. Assistam e opinem!

    Ana Paula Padrão: Sucesso é Equilíbrio!

    Olá! Vocês se lembram que eu postei aqui há pouco tempo um pouco dos bastidores de uma entrevista que fiz com a jornalista Ana Paula Padrão?

    A reportagem entrou na edição desta semana do Jornal Carreira & Sucesso.

    Eu confesso que gostei bastante do resultado! O título ficou como eu acho que ela gostaria que ficasse porque, afinal, foi muito a mensagem que ela quis deixar:

    Ana Paula Padrão: Sucesso é Equilíbrio


    Ficaram curiosos? Passem por lá: entrevista com Ana Paula Padrão.

    O que acharam? Concordam com as afirmações e idéias da jornalista? Participem!

    sexta-feira, 3 de outubro de 2008

    Por um segundo - by César Augusto Calovi Fagundes

    Não resisto em colocar aqui um lindo e verdadeiro presente que recebi por email na tarde de ontem, quinta-feira, 02 de outubro, do meu irmão mais velho César Augusto Calovi Fagundes. Modestamente, ele enviou apenas aos parentes mais próximos.

    Mas cá estou na tentativa de divulgar para mais pessoas! Espero que gostem!

    Por um segundo

    > Por um segundo
    > Eu viraria a história
    > De cabeça pra baixo
    > Inventaria a roda novamente
    > Descobriria o fogo e as armas
    > E venceria todos os exércitos

    > Por um segundo
    > Eu caminharia entre as águas do Mar Vermelho
    > E atravessaria todos os desertos
    > Eu seria o primeiro a pisar na lua
    > Eu lançaria rosas sobre Hiroshima e Nagasaki
    > Em vez da bomba do Enola Gay

    > Eu faria todas as revoluções e a paz
    > Eu seria Júlio César, Napoleão, Danton, Gandhi
    > Martin Luther King
    > Che Guevara
    > Buda
    > Jesus Cristo

    > Por um segundo
    > Por um triz
    > Eu desviaria os aviões do 11 de setembro

    > Por um segundo
    > Por um triz
    > Eu impediria a construção dos muros de Israel

    > Por um segundo
    > Por um triz
    > Eu evitaria todas as desgraças
    >
    > Eu giraria o mundo ao contrário
    > Por um segundo
    > Mais feliz

    > César Augusto
    > S.Paulo, 02.10.2008

    quinta-feira, 2 de outubro de 2008

    Ferramenta de edição de foto - PicNik

    Eu preciso compartilhar com vocês essa descoberta! Quem me apresentou foi Ana Brambilla, que está me dando aulas fantásticas sobre Redes Sociais.

    A novidade (para muita gente deve soar como notícia velha, mas pra mim, juro, é novidadíssima) é um site chamado PicNik .

    Genteeee! Tratas-se de um editor de fotos, tipo PhotoShop, mas um pouco mais simples, muito mais prático e fácil de ser usado. E o melhorrrr: é de graça! free, navasca, enfim...como vocês quiserem chamar. Você nem precisa fazer cadastro, nem nada.

    Entrou no site, procurou a foto no seu computador, upload e pronto! É só começar a brincadeira.

    Essa colagem que representa um pouco de mim, eu acabei de fazer lá:



    Vale a pena! Experimente você também!

    quarta-feira, 1 de outubro de 2008

    Cases do Edney Souza - ainda no assunto

    Outro palestrante do evento da ESPM e um dos grandes pioneiros quando o assunto é blog e mídias sociais, Edney Souza, criador do site Interney, compartilhou cases bacanas, como esse que está no Slide Share da Pólvora Comunicação.

    E se quiser conferir mais apresentações interessantes do Edney, inclusive a do curso que ele me deu no Comunique-se, é só ir no Slide Share do interney.

    Eu indico!

    terça-feira, 30 de setembro de 2008

    Redes Sociais - apresentação de Rodrigo Polacco

    Rodrigo Polacco, gerente de produto da Agência Predicta, participou da palestra na ESPM sobre Redes Sociais e da reportagem que fiz para o Jornal Estilo & Gestão RH.

    Para quem quiser ver mais, ele disponibilizou a apresentação no Slide Share e no blog dele.

    Valeu, Rodrigo!

    segunda-feira, 29 de setembro de 2008

    Redes Sociais - não adianta ir contra corrente

    Estou fazendo um curso sobre projetos na Web, tenho 3 blogs e não paro de ouvir falar das inúmeras possibilidades que a internet nos dá. Possibilidades que nos permitem sobretudo mais comunicação.

    Nesta linha, encontro muita gente falando sobre a importância das Redes Sociais, tipo Orkut, Facebook e até, talvez o menos (ainda) conhecido de todos, Twitter.

    Tem gente que se assusta ou realmente acha uma chatice esse negócio de redes de relacionamento. Eu mesma, confesso que pensava assim. Mas, gente...essas redes nada mais são do que Gente! Gente fazendo conteúdo, discutindo temas úteis e inúteis, contando piadas de bom ou mau-gosto. Mas são pessoas. E, para quem ama pessoas, elas são fundamentais.

    Para quem não ama pessoas, mas deve tratar com elas de alguma forma - clientes são pessoas, investidores são pessoas, parceiros e colegas são pessoas, funcionários são pessoas - também deve estar bem ligado nesta nova realidade.

    Para quem trabalha com Comunicação, como eu, então....Nossa! As redes sociais, os blogs, microblogs (como Twitter) devem ser incorporados e usados sim como nova ferramente de mídia. E chega com essa história de "blogueiro não é jornalista e vice-versa."

    Estou certa de que quem tentar ir contra corrente vai se dar mal! Portanto, antene-se!

    Na semana passada fui a um evento na ESPM justamente sobre o tema e fiz uma reportagem para o Jornal Estilo & Gestão RH:

    Redes Sociais: Use-as a seu favor

    Também escrevi sobre o tema no Catho Blog

    domingo, 28 de setembro de 2008

    Trânsito - problema mundial

    A semana passou e tivemos dois acontecimentos relacionados ao trânsito. Primeiro, na segunda-feira, vivemos o Dia Mundial sem Carro. Apesar da idéia ser legal, a campanha ainda não pegou direito por aqui, no Brasil. Pelo menos na minha opinião.

    Vemos trânsito às vezes pior do que o convencional na data. Sem políticas efetivas e transporte público adequado, fica realmente difícil querer que a maioria das pessoas deixe os carros em casa.

    Na quinta-feira, dia 25 de setembro, foi comemorado (será?) o Dia Nacional do Trânsito. Aqui em São Paulo teve bastante trânsito para comemorar, viu??

    Às vésperas das eleições municipais no Brasil, observei muito também as propostas dos candidatos em relação ao tema. O importante, no meu ponto de vista, não é obra, pedágio ou rodízio ampliado. Mas sim, mais corredor de ônibus, e tratar os nossos "busões" como reis e não como lixos. Essa frase ouvi de um grande especialista em trânsito, Horácio Figueira, diretor da Hora H Consultoria.

    Entrevistei-o neste ano para uma reportagem justamente sobre essa problemática toda. Acompanhem:



    E você, o que pensa sobre esse assunto? Já faz algo para ajudar ou ainda está na turma do "só reclama e não faz nada"?

    Vamos debater!!

    quinta-feira, 25 de setembro de 2008

    Banana é bom para...

    Xiii, para muita coisa!
    Mais ou menos em abril de 2007 fui entrevistar uma jovem cientista chamada Milena Boniolo que havia descoberto que, além de fazer bem para a memória e para o sono, a banana também pode servir para filtrar metais pesados da água!
    Bacana, né? Tanto que ela ganhou o prêmio Jovem Cientista do ano!!

    A cobertura foi feita para o Repórter Eco, da TV Cultura.
    Fomos eu, o cinegrafista Jorge e o auxiliar Rafinha!

    Foi muito legal! A Milena foi extremamente receptiva e nos explicou todo o processo da grande idéia em relação à banana!

    Para produzir o tal filtro poderoso, Milena necessita apenas das cascas da fruta. Por isso, ela brinca que todo mundo deve comer muita banana e dar todas as cascas para ela!!

    Como não podia ser diferente, adivinhem o que ela nos ofereceu durante a visita no laboratório da USP? Bananas, claro, né?

    Vejam a reportagem em vídeo:

    Jovem cientista ganha prêmio com pesquisa pioneira que usa casca de banana para remover materias pesados da água

    Créditos aos autores:
    Pauta:Marici Arruda. Reportagem:Letícia Fagundes. Imagens:Jorge Luiz. Auxiliar de Câmera:Rafael Batista. Editora de Texto: Camila Doretto. Editora-Chefe:Vera Diegoli.

    quarta-feira, 24 de setembro de 2008

    Ana Paula Padrão e eu

    Bate-papo com Ana Paula Padrão

    Exatamente às 10h30 da terça-feira, dia 23 de setembro de 2008, Guga e eu estávamos nos identificando na portaria do prédio da produtora da jornalista Ana Paula Padrão.

    Ela nos atendeu logo em seguida e foi muito solícita e simpática. Havíamos nos conhecido semanas antes em um evento sobre empresas familiarmente responsáveis

    A entrevista foi gravada em vídeo e será divulgada parte no Catho Notícias e parte no Jornal Carreira & Sucesso. Em princípio, a idéia é entrar na sexta-feira, dia 3 de outubro.

    O papo foi muito agradável e falamos sobre independência, vídeos corporativos, jornalismo, a troca da Globo pelo SBT (claro!!), desafios de toda profissional, equilíbrio e sucesso!

    Ana Paula se mostrou o tempo todo absolutamente madura e muito feliz. E mais: disse acreditar que todas nós podemos também acreditar que é possível sim termos uma vida profissional intensa e de sucesso juntamente à uma vida pessoal equilibrada e bonita!

    Eu, particularmente, acredito e quero muito seguir esse caminho. Fico feliz ao encontrar (e poder trocar idéias) profissionais exemplares que assumem as diferenças dos gêneros. Somos sim mulheres! Somos sim diferentes, oras!

    E não, pelamordeus!!, não quero dizer 'diferentes' de modo pejorativo. Não somos iguais, menores ou maiores, piores ou melhores. Somos simplesmente diferentes!!! E devemos sim valorizar isso!

    Em breve trarei, então, o resultado deste material!

    Desde já agradecendo e parabenizando todas aquelas mulheres que, como a Ana Paula Padrão, nunca tiveram medo de ousar, de mostrar que são mulheres, de manter a feminilidade, de encarar desafios, enfim, de viver!

    terça-feira, 23 de setembro de 2008

    Como conciliar as agendas?

    Hoje entrevistei a jornalista Ana Paula Padrão na produtora dela, em São Paulo. Amanhã coloco algumas fotos e, em breve, as reportagens que virão.

    Antes, deixo aqui uma reportagem que fiz para o Catho Notícias sobre empresas familiarmente responsáveis. Você sabe o que é isso?

    Lembrei da matéria agora porque, além de viver isso constantemente, a própria Ana Paula Padrão deu um depoimento muito legal sobre conciliar agendas profissional e pessoal. Assista!

    segunda-feira, 22 de setembro de 2008

    Sociedades Secretas - RosaCruz (parte 5)

    RosaCruz
    Uma filosofia que nasceu secretamente, mas hoje é aberta ao conhecimento de todos

    Aqui falamos de seguidores de uma filosofia que veio à tona com Christian Rosenkreuz, por volta do século XIII. Rosenkreuz baseia muito do seu conhecimento na astrologia e crê que o tempo não é algo linear.

    Para Rosenkreuz não há fim e nem começo de nada. Ele acredita e propaga que o espírito é único e eterno. O que significa dizer que os seres humanos são matéria, mas o espírito é sempre o mesmo e sempre volta, de tempos em tempos, em outras matérias.

    “É a doutrina do renascimento, da reencarnação. Não há fim.” – diz Luiz Sérgio Medeiros, estudante da filosofia RosaCruz

    Por todo o contexto da época – período da Baixa Idade Média, início da transição para o Renascimento, com o conhecimento todo concentrado nas mãos da Igreja- a crença na reencarnação, a ligação direta com a astrologia e a idéia da não-linearidade do tempo não são conceitos muito aceitáveis, por divergirem das doutrinas católicas.

    Por isso mesmo, nesse início, a filosofia Rosacruz era realmente mantida e disseminada de forma sigilosa.

    Mas hoje nada mais é secreto. Prova disso é que existem diversas organizações que seguem a filosofia. Em São Paulo, há, por exemplo, a Fraternidade Rosacruz, definida como um templo de culto cristão esotérico. A Fraternidade realiza rituais diários.

    “Os rituais são abertos ao público. Quem quiser, pode participar.” – afirma Luiz, que continua: “A Fraternidade é uma associação filantrópica, sem fins lucrativos, dedicada aos estudos das doutrinas rosacrucianas expostas por Max Heindel (o grande mentor intelectual da Ordem), que visa exclusivamente à cura espiritual.”

    E por que a cura espiritual? “Porque tudo acontece primeiro no plano espiritual, depois no material. O material é um reflexo do espiritual. Uma doença é uma conseqüência de uma desarmonia espiritual interna. A busca dessa cura é um processo individual e interno. Durante os rituais são feitas apenas orações.” – completa Osvaldo Madureira, membro do Conselho Esotérico da Fraternidade RosaCruz.

    domingo, 21 de setembro de 2008

    Sociedades Secretas - Thule (parte 4)

    Sociedade Thule
    Pela superioridade racial

    Essa sociedade nasce em meio a um cenário confuso e dividido numa Alemanha arrasada, pós 1ª Guerra Mundial. O fundador foi Rudolf von Sebottendorff, em Munique, em 1918. O nome Thule, segundo consta no livro Sociedades Secretas mais Perversas da História, é referência a uma ilha mítica de desconhecida localização.

    Um grupo começa, então, a se reunir secretamente, tendo em mente uma Alemanha forte e superior. As ideologias da Ordem ocultista eram baseadas na superioridade da raça ariana, no anticomunismo e no anti-semitismo.

    Alguns membros famosos da organização foram Hitler e Himmler – chefe da Gestapo e da Waffen SS, a polícia nazista. Acredita-se que a sociedade tenha exercido um papel fundamental na ascensão de Hitler.

    Carlos Raposo, historiador, Maçom do Real Arco, e que tem nas Sociedades Secretas um ramo de pesquisa, relaciona a Sociedade e os brutais acontecimentos que se seguiram com Hitler no poder: “Segundo se crê, a Sociedade Thule tinha tendências que atualmente chamaríamos de racistas, anti-judaicas e anticomunistas, porém a preocupação maior de seus adeptos era com o ocultismo e não estava orientada para uma ação política efetiva contra quem quer que seja.”

    A sociedade acabou oficialmente ainda na década de 30, mas há suspeitas de que pequenos grupos na Alemanha ainda mantenham alguns princípios da Thule.

    sábado, 20 de setembro de 2008

    Sociedades Secretas - Os Bilderbergers (parte 3)

    Os Bilderbergers
    Sociedade reúne os mais altos nomes da política, economia e comunicação do mundo

    O Clube Bilderberg surgiu em meados do século XX. Os fundadores são Joseph Retinger, imigrante polonês com idéias sociais democratas e Príncipe Bernhard, da Holanda.

    Adotaram o nome do Hotel Bilderberg, da Holanda, onde se reuniram pela 1ª vez. Desde então reuniões anuais são consideradas marcos da política internacional. As reuniões acontecem sempre em um fim de semana de maio, normalmente um pouco antes da reunião do G-8.

    A programação, o local e os participantes não são secretos. Mas os tópicos discutidos nunca são revelados por inteiro. Nenhum relatório é divulgado.
    Empresas como Coca-Cola e Danone sempre mandam representantes para as reuniões. Jornais como El Pais, Le Figaro, também. – e mesmo assim não há divulgação de conteúdo.

    Estudiosos do assunto acreditam que o Clube funcionaria como um laboratório de testes de decisões que países e corporações ainda vão tomar no futuro.
    Alguns dos participantes são: Bill Clinton, Tony Blair, Angela Merkel, Kofi Annan.

    terça-feira, 16 de setembro de 2008

    Sociedades Secretas - Skull and Bones (parte 2)

    Skull and Bones
    A Sociedade da qual faz parte o clã Bush

    A Skull and Bones nasceu como uma agremiação estudantil repleta de objetivos filantrópicos e acadêmicos. Mas possuía, desde o início, em 1832, rígidos códigos de silêncio e bizarros rituais de iniciação, que incluíam beber sangue e se masturbar na frente dos outros membros.

    A sociedade, fundada por William Russel, foi criada dentro do campus da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, com o nome original de Clube do Tributo Fúnebre. As reuniões eram feitas a portas fechadas na capela da Yale. Os membros colocavam nas portas das salas uma caveira e dois ossos cruzados, o que indicava que não poderiam ser perturbados. Essa imagem, inclusive, é o símbolo que identifica a sociedade até hoje.

    Shelley Klein aponta em seu livro que a Skull and Bones tem extrema simpatia pelos nazistas e muitos especialistas acreditam que ela não seria originária dos Estados Unidos, mas sim um ramo de outra sociedade alemã de direita, como a Thule. A teoria tem sentido, uma vez que grande parte da liturgia da Skull está escrita em alemão e porque Russel criou a organização logo após voltar de uma temporada de estudos na Alemanha.

    Alguns dos objetivos da sociedade seriam a manipulação econômica e o controle mundial. Isso nem é tão impossível de se imaginar levando em conta que muitos membros da Skull fazem parte do governo da maior potência mundial, incluindo o próprio presidente americano George W. Bush. Bush que, aliás, já é a terceira geração presente na sociedade. Prescott Sheldon Bush, avô do atual presidente, era membro da Skull and Bones de 1917.

    Especuladores das teorias de conspiração chegam a afirmar que a sociedade está por trás de acontecimentos históricos, como a Guerra do Golfo, por exemplo. Carlos Raposo, historiador, Maçom do Real Arco, e que tem nas Sociedades Secretas um ramo de pesquisa, dá sua opinião: "Creio que o que se fala sobre a Skull seja muito exagerado. Se por um lado é certo que existem grupos que influenciam os rumos da humanidade, com o mundo globalizado do jeito que está, é muito difícil supor que apenas um deles tenha as rédeas de tudo."

    segunda-feira, 15 de setembro de 2008

    Sociedades Secretas (freela para Revista)

    Sociedades secretas. Esse foi um tema super interessante para mim. Quando recebi a notícia de que faria essa pauta, fiquei desesperada! Lógico...não sabia absolutamente nada sobre sociedades secretas.
    Mas, talvez até por isso, tenha sido tão legal! Assisti a filmes e documentários sobre o tema, li um livro (Sociedades Secretas mais Perversas da História, Editora Planeta), e o resultado você confere abaixo.
    Essa reportagem foi publicada na Revista Maçonaria, do Grupo Domo. Não sei como ficou a edição final. Mas essa foi a matéria que entreguei. Coloco em partes para a página não ficar tão carregada.

    OS SEGREDOS

    Milhares de pessoas se encontram secretamente pelo mundo a fim de mudar os rumos de um indivíduo, de um povo, ou até do planeta. Afinal, o que buscam as sociedades secretas?

    Desde que o homem se organiza em sociedade, elas estão ao nosso redor. Muitas vezes passam despercebidas, tamanho sigilo que os membros mantêm. Mas, até que ponto as sociedades secretas não passam de mitos criados por fanáticos por teorias da conspiração? Ricardo Mário Gonçalves, professor aposentado da USP, afirma: “Elas existem desde os tempos pré-históricos em que certamente existiram sociedades secretas iniciáticas, semelhantes às que existem ainda hoje em sociedades tradicionais africanas.” – Gonçalves é professor de História Antiga, História da Maçonaria, além de um apreciador do assunto.

    Com atividades sinistras, que vão desde juramentos de sangue até a renúncia total da vida pessoal, essas organizações despertam muito fascínio. E enquanto muitas têm natureza benigna, outras tantas buscam objetivos obscuros.
    Quer saber mais sobre esse universo misterioso? Separamos algumas organizações para você.

    ILLUMINATI
    Uma das mais poderosas sociedades da história

    Há mais de 200 anos na Alemanha, em 1º de maio de 1776, começava a surgir na Baviera uma sociedade secreta que tinha como objetivos abolir todas as religiões e governos do mundo. Adam Weishaupt funda a Ordem dos Perfectibilistas, que depois viria a ser conhecida como Illuminati da Baviera.

    Adam Weishaupt infiltra a Ordem na maçonaria, o que faz com que os Illuminati atinjam grande expansão rapidamente.

    Os Illuminati acreditavam no contato com Deus sem intermediações ou interferências, o que já ia contra os ensinamentos católicos, mas, sobretudo, visavam à criação de uma Nova Ordem Mundial, com estado único.

    Teorias apontam que os Illuminati influenciaram um dos acontecimentos mais importantes do século XVIII na França – a Revolução Francesa-, o que não parece absurdo, já que alguns dos princípios defendidos pelos Illuminati eram: igualdade e liberdade a todos. Alguns pesquisadores afirmam que a Organização das Nações Unidas, ONU, seria o tal estado único desejado por Weishaupt e que a globalização é a concretização da Nova Ordem Mundial. O que significaria dizer que os Illuminati continuam por trás de muitos acontecimentos.

    Que a Ordem ainda existe, não há dúvidas. É possível até consultar o site da sociedade – clique aqui. Segundo o Chanceler para o Brasil, Mestre Vati, os Illuminati continuam em busca da Nova Ordem, “mais justa e igual para todos”. Ele conta que geralmente são os maçons dos países que tomam a liderança da sociedade e indica que no Brasil ela também se faz presente: “Nossa principal reunião, no Brasil, é realizada numa capital do sul do país, no mês de maio, em comemoração à fundação da Illuminati por Adam Weishaupt em 1° de maio de 1776.”

    Em breve, descrição sobre Skull and Bones, Bilderbergers, Sociedade Thule, RosaCruz.

    sexta-feira, 12 de setembro de 2008

    Hopi Hari - treinamento empresarial

    Ainda na linha da aventura, no mês de junho Gustavo Borges e eu fomos até o Hopi Hari para acompanhar um treinamento voltado para executivos, chamado Hopi Venturi.

    Foi muito legal! Acordamos super cedo para já por volta de 07h30 encontrarmos uma das gerentes comerciais do parque, que nos acompanhou até Vinhedo.

    O dia estava bem quente e o Sol lindo de morrer! As pessoas eram muito bacanas e dispostas a participar. Escolhemos uma das equipes para acompanhar de pertinho e, assim como eles, nos aventuramos em alguns dos brinquedos! Eu adoro mesmo. Já o Guga...Na carroça, ele morreu de medo de voar e eu confesso que morri de medo de ele não aguentar a velocidade do vento e acabar derrubando a câmera! Mas deu tudo certo no final. E aí, vai a matéria! Reparem durante a carroça, "alguém" falando "Ai meu Deus!!" - era o Guga!!! hahahaha

    quinta-feira, 11 de setembro de 2008

    Turismo e esportes de aventura!

    Tem gente que não gosta e tem gente que não faz. Mas eu sou do tipo da repórter que vive as matérias intensamente. Então, eu faço reportagem sobre produtos orgânicos e passo a consumir; sobre voluntariado e quero ser voluntária; sobre treinamento empresarial e treino junto...
    Gosto de viver a reportagem! Talvez por isso gosto tanto do que faço!

    Na semana passada, fui à Adventure Sports Fair fazer uma reportagem para o Catho Notícias.

    O lugar é animal! Muito bem organizado como feira de negócios que alia entretenimento! Eu e o cinegrafista Gustavo Borges trabalhamos muito, mas nos divertimos muito também! E esse foi um dos lugares dos quais saí e disse: "Por isso que eu gosto de ser repórter!"

    Fiz um test drive em trilha off road e compartilhei o frio na barriga de tantas pessoas que amam e arriscaram se aventurar em alguma das inúmeras atrações do evento! Show! Vale a pena não só assistir à reportagem (rs!), mas principalmente encontrar o seu esporte de aventura!!

    Acessem: Afaste o stress com muita aventura!

    Resposta do teste

    E aí, conseguiram fazer o teste?

    Se você quiser a resposta, mande um email para: lelefagundes@agentecuida.com.br

    quarta-feira, 10 de setembro de 2008

    Ginástica - para o nosso cérebro!

    Neste segundo dia de blog, quero compartilhar com vocês uma reportagem que fiz para o
    Jornal Carreira & Sucesso sobre exercícios para o cérebro.

    Hoje, para variar, tive preguiça e uma dificuldade enorme para levantar da cama! E pensei: "meu Deus, preciso dar uma agitada pela manhã, sei lá, fazer uns exercícios tanto físicos como mentais!"

    Lembrei da reportagem. Nós, às vezes, focamos apenas na necessidade de exercícios físicos, ginástica, musculação. E eles são sim muito necessários, claro! Mas também há a necessidade de malhar o cérebro, sabiam? E isso faz bem para a saúde e para a carreira!

    Então, boa leitura:
    MANTENHA O CÉREBRO EM FORMA:

    Concentrou, alongou, respirou fundo? Vai começar a ginástica!

    Aposto que se a frase estivesse solta, dez em cada dez pessoas teriam pensado em algum exercício físico: musculação, caminhada ou corrida, por exemplo. Mas estamos falando aqui sobre outro tipo de "malhação". A proposta é deixar o cérebro – e não apenas o corpo – em forma!

    Idéia seguida na íntegra pelo Método Supera, uma rede de escolas de ginástica para o cérebro! Criada em 2005 pelo engenheiro Antonio Carlos Guarini Perpétuo, a metodologia se utiliza do ábaco - instrumento milenar chinês feito de madeira e bolinhas que deslizam, permitindo a contagem por intermédio de fileiras que representam unidades, dezenas e centenas - e de outros exercícios de lógica e relacionamento pessoal para agregar mais competências a qualquer profissional.

    "À medida em que você trabalha as operações matemáticas e o cálculo mental você realmente desenvolve concentração, foco, velocidade de raciocínio. Assim, estamos desenvolvendo uma pessoa que sabe resolver problemas de forma inovadora e criativa", afirma Perpétuo, que notou primeiramente os benefícios da prática por causa do filho de 9 anos, que tinha problemas na escola por causa da falta de concentração.

    Rapidamente, o empreendedor notou ali um nicho de mercado fortíssimo. Depois de dois anos de pesquisa, abriu a escola que hoje, menos de três anos depois, já conta com 15 franquias. "Com a velocidade da informação de hoje, os profissionais são colocados diante de situações que eles nunca viram, diante de assuntos que eles nunca tiveram contato, e eles são obrigados a raciocinar, opinar e dar soluções rapidamente", observa.

    Em geral, os alunos freqüentam a escola uma vez por semana, durante duas horas.
    Na primeira parte, praticam quatro operações básicas com o ábaco e cálculos mentais. Na segunda, "brincam" com jogos e o módulo específico chamado "Abrindo os Horizontes", criado por Perpétuo para ampliar a percepção. A partir do segundo mês de curso, há também dinâmicas de grupo, para desenvolver o lado pessoal. Os módulos também podem ser feitos in company. Democrática, a aula é para todos, sem distinção de idade ou nível intelectual.

    "O que a gente percebe é que em torno de 40 horas de treinamento o profissional já sente diferença no dia-a-dia dele, no trabalho dele. E o mais interessante é que o curso é indicado tanto para o chão de fábrica quanto para o nível gerencial, porque aumentando foco e até mesmo habilidade motora, a gente aumenta produtividade e ainda reduz acidentes de trabalho."


    EXERCÍCIOS


    Há muitas maneiras de "malhar" a mente: desde inocentes palavras-cruzadas e quebra-cabeças a games customizados e sofisticados. "Quanto mais sinapses você cria, mais possibilidade de raciocínio rápido você tem. E todos esses joguinhos estimulam isso", diz Henrique Ramos, diretor editorial das revistas Coquetel, do grupo Ediouro.

    Para ele, os passatempos podem ser usados de maneira dinâmica, criativa e, acima de tudo, estratégica. Com clientes como Globosat, Colgate-Palmolive e Bradesco na lista, Ramos garante que muitas empresas já usam desta ferramenta para testes de seleção e recrutamento, para aprimorar comunicação interna e externa e para estimular a criatividade dos colaboradores.

    "Muitas empresas fazem raciocínios lógicos na seleção de todos os profissionais. Aqui mesmo, na Ediouro, nós fazemos assim. Porque nós buscamos talentos, e para detectar competências você deve usar todas as ferramentas. No mercado você tem de encontrar pessoas capazes de enfrentar desafios e de ter novas idéias. O estímulo dos passatempos é ótimo para isso", afirma.

    Ramos compartilha ainda uma curiosidade interessante. "No ano passado, fizemos o Campeonato Mundial de Puzzles (cruzadas) e na equipe americana, por exemplo, a maioria trabalhava no Google. Ou seja, quem gosta de cruzadas são pessoas que gostam de desafios, de encontrar oportunidades, respostas e soluções. E, logicamente, têm o perfil adequado para os princípios da Google."

    É cientificamente comprovado. "Fazer palavras cruzadas pode ajudar no desenvolvimento da inteligência. Quando alguém busca aquela única resposta que cabe em uma palavra cruzada, está treinando, exercitando uma das cinco grandes operações que compõem a inteligência, que é a produção convergente, a busca de relações. Buscar relações é o segredo da vida", enfatiza o professor Luiz Machado, chefe do Programa Especial de Desenvolvimento da Inteligência e da Criatividade, da UERJ - Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

    Na mesma linha de pensamento está a Aennova Decisionware, empresa que desde 2001 desenvolve games empresariais. Para o diretor Leonardo Reis, as pessoas estão muito habituadas a "pensar apenas dentro da caixa", fechando as portas para novas possibilidades, percepções e idéias.

    "Pessoas aprendem muito mais e melhor fazendo. Então, os games se baseiam neste princípio. Um simulador antecipa situações e experiências, fazendo com que você reflita. E esse processo de reflexão já é uma ginástica mental. Você pratica, pratica, pratica e só assim ganha condicionamento. É como na ginástica normal."

    Os jogos são criados conforme demanda do cliente. Então, podem tratar desde como evitar desperdícios até estratégias de vendas. "Os jogos são divertidos. Em uma simulação você comprime tempo e espaço. Ação e reação estão próximas."


    TESTANDO


    Bom, está na hora de você testar como anda o seu raciocínio lógico! Para dar um gostinho, a Ediouro nos enviou o exercício abaixo!

    Você terá 15 dias para quebrar a cabeça! As respostas estarão, juntamente com outro exercício, na próxima edição do nosso jornal, que estará atualizado no site www.catho.com.br/jcs a partir de 5 de setembro. Fique de olho!